SABOR DE MABOQUE - NDAPANDULA MAMA ÁFRICA

SABOR DE MABOQUE - NDAPANDULA MAMA ÁFRICA

sábado, 12 de dezembro de 2009

Dança Comigo



Festa de encerramento de 2009


Assistindo à pouco tempo ao filme Dança Comigo, solidarizei-me com Richard Gere, quando ele vai à primeira aula de dança e quase desiste na entrada. Há um ano e quatro meses, quando cheguei ao primeiro degrau da escada que dá acesso à academia de dança, que desde então frequento duas vezes por semana, tive uma desejo quase incontrolável, tal qual o protagonista do filme, de virar-me e sair correndo. Alguns minutos depois de entrar no salão todo espelhado, minha atenção foi arrebatada por um quadro fixado na parede atrás do piano que estava ao lado da cadeira onde havia me sentado para assistir a aula e que à distância me parecia um poema. Timidamente levantei-me para lê-lo e grande foi minha surpresa quando percebi que eram regras de conduta para a dança de salão. Entre elas soube que naquele espaço não haviam mulheres e homens, mas damas e cavalheiros, não poderia rodar pelo salão no sentido que desejásse e sim sempre em círculos inversos ao movimento dos ponteiros do relógio, deveriam ser sempre os cavalheiros a convidar as damas e ao final da dança reconduzi-las ao local onde elas estavam segurando-as pela mão, etc. Retornei para casa com a certeza de que voltaria e duvidando que aquela série de normas tão em desuso fosse realmente obedecida. Dois dias depois lá estava eu, pronta para a primeira aula e para aprender não só a respeitar essas leis, como também uma que não estava lá escrita, mas logo na primeira dança, meu gentil e até então desconhecido cavalheiro, suave mas firmemente me fez entender que era a mais importante e não poderia ser infringida: “Aqui o cavalheiro manda e a dama obedece. Deixe-me conduzi-la!”

.......
.
.......

35 comentários:

  1. Que lindo Dulce!
    Acho que tb vou me matricular, amiga.
    Bjs
    Irene

    ResponderExcluir
  2. lololol

    e tem obedecido, Dulce? ;-)

    ResponderExcluir
  3. Irene
    Tá esperando o quê? Te espero lá!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Fugidia
    Como um verdadeiro anjo!:)
    Cá entre nós...por vezes nem me reconheço...KKKK

    ResponderExcluir
  5. adorei! acho que tambem vou aderir.
    bjs
    Ana Rita

    ResponderExcluir
  6. Que bom Ana Rita!:)))E o Marcos topou?
    beijão

    ResponderExcluir
  7. Bravoooooooo... muito bem, na dança, na atitude, na elegância e no charme, no vestido que te assenta maravilhosamente, e a música a condizer, repito, bravooooo, nota dez :-)
    um beijo
    :-)

    ResponderExcluir
  8. Só podia ... Afinal a música, a dança, o requebro que vêm com esse dançar, é bem mostra do que ficou na alma, é a nossa costela africana... Estou a adorar este regresso ao passado. Bjos Alexandra

    ResponderExcluir
  9. Alexandra foi uma delicia te reencontrar!:))
    Tens razão...sedimentei muitas "africanices" no mais profundo de mim durante minha infancia e adolescencia e quando dou chance para elas aflorarem...Huuummmmm!!!:)))))
    Beijo grande e muito especial!!!

    ResponderExcluir
  10. Parabéns, Dulce, mais uma vez vc foi deslumbrante!
    O JB, disse que vai entrar na acadêmia só para dançar com você! Lindo!!

    ResponderExcluir
  11. Ora, ora, Bolero, a Rumba Popular, como os entendidos em Danças de Salão, chamam por aqui e que eu também adoro dançar com o maridão.
    Mas que elegância e ritmo, Dulce, sobriedade e deslize no soalho!
    Cheguei a frequentar aulas, mas o ritmo do trabalho impôs-se ao ritmo da música e tive de deixar. Já me esqueci de quase tudo, mas dançando sempre com o mesmo par, é quase instintivo, não é??
    Parabéns e beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Antonia
    Que delicia de visita!
    Combinado, eu danço com o JB e lhe empresto o meu cavalheiro...:)))))

    ResponderExcluir
  13. Si
    Dizem que é como andar de bicleta..não se esquece mais. Sempre com o mesmo par, que infelizmente não é o meu caso, é fantástico, pois a cunplicidade passa a ser um ingrediente que engrandece e salta aos olhos.
    Beijo grande

    ResponderExcluir
  14. A mim aconteceu-me o mesmo que ao Gere, quando vivia em Buenos Aires e uma amiga insistiu em me levar a aulas de tango. Acabei por entrar mas, felizmente, depois de uma centena de pisadelas, a minha amiga Laura lá se convenceu que eu era um caso perdido.

    ResponderExcluir
  15. Ahhh...Carlos...a primeira aula é assim mesmo, devia ter persistido, como o Gere!

    ResponderExcluir
  16. Comentar os teus posts é como atirar areia para a praia. São tantos que mais comentário menos comentário já não conta muito. Mas não é possível ignorar uma primma ballerina como esta que acabei de ver evoluir. Dá a sensação que tens o peso de uma pena e de escorregares nas mãos do teu par como uma enguia que se escapa ao mestre cozinheiro que pretende escabechá-la (não sei se este palavrão se diz, mas escabeche é um cozinhado, para que conste...)e ela não está muito pelos ajustes. Parabéns à ballerina, só achei despropositado insistires na referência ao Richard Gere que no "Dança Comigo" fez, salvo melhor opinião, o pior papel da vida dele... :)
    Já agora, e para não voltar atrás, também gostei de ver o post anterior, junto de todos os teus amigos sortudos que receberam um "Sabor de Maboque" de presente. Só é pena estares um pouco encoberta por aquela moça, mas sempre dá para reparar nas sandálias dela. Muito giras e, certamente, apropriadas ao Verão paulista.
    :))
    Beijinho

    ResponderExcluir
  17. Pelo que vejo não precisaste da caixa de cerveja e vais mesmo reservar o final de semana sóbrio para o Sabor de Maboque...será?
    Há quem repare em sandálias e há quem como eu nem saiba até hoje se o Gere é ator!:))
    De raposa...a enguia...quem diria...:))))))))
    beijos

    ResponderExcluir
  18. Vinícius Brentegani16 de dezembro de 2009 03:44

    A Dulce não dança .......... da show !!!!!
    e não vem dizer que é mentira
    hehehehehehehe

    Bjossss =D

    ResponderExcluir
  19. Oh... mas porque é que há leis que só são aplicadas na dança? (risada)

    ResponderExcluir
  20. Vinicius
    Show....:)))) só qdo danço com vc!;)))
    bjsssssss

    ResponderExcluir
  21. Mike
    Sorte que é só na dança...
    Vc não imagina como é dificil não só para as mulheres como para os homens, fazer valer a lei...:))

    ResponderExcluir
  22. Que beleza!
    Estou te seguindo seu blog.
    beijinhos

    ResponderExcluir
  23. Peregrina,
    obrigada por sua Luz na minha sala:))
    Continue me iluminando!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Quando dança passa a se submeter a leis deixa de o ser tal como a justiça, incapaz, tal como o direito jamais vai além da pontualidade dos factos. Submetidas a uma lógica de geometria, leis e danças, dançam. E dançarão a justiça e o direito enquanto como ciências a geometria guiar seus passos feitos passos de dança e a lógica guiar seus devires, seus instantes pós-traumáticos, fazendo abortar qualquer possibilidade criativa no exercício da lei.
    Kambas,
    competição é competição
    báile é bailê.
    Parabéns Dulce Braga.
    À persistência, o meu presente: - Pesquisem no you tube, em maiúsculas acentuadas MÚSICA BURAKA OBAMA. Xinha, será um deleite. Extratos:
    "isto só lá vai com com um Baraka em cada esquina
    um bacano que domine a Buraka, a Da Maia e a Serafina...
    ... isto só lá vai com um brother luso-africano
    um bacano nascido em Almada ou em território Angolano
    isto só lá vai com o hino em kizomba, o parlamento no Mussulo, ninguém dorme, tudo bomba, ya nós podemos...
    ...quem que diz aqui que nós num podemos
    podemos sim, pôrra!...
    ...Acrrredita...
    ...ya nós podemos...
    U soultac é um plus, ultra!

    ResponderExcluir
  25. Dulce, uma academia de dança em que o cavalheiro manda e a dama obedece é uma academia que está fora dos tempos que correm, condenada, portanto, à falência económica e não só. Razão por que estou certa de que, se o princípio não constava do quadro, é porque não devia constar, e foi pura invenção desse cavalheiro gentil e desconhecido, mas – palpita-me – perigosíssimo! ;-D
    Um bom fim-de-semana! :-)

    ResponderExcluir
  26. O que Luísa acaba d'escrever pode referir-se ao João professor de dança, pode denunciar a falência económica do João Je Jé, revela um feminismo beauvoiriano pós moderno, e, pelo princípio da negação da negação desenvolvido pelo maior filósofo da humanidade, fere a ética da dança como negócio, ameaça o processo de circulação da mercadoria "dança" e o capitalismo portanto se a dança dançar como de certo dançará ao se dançar segundo quer que se dance ao comando de dama que mal saiba por que dança, ou seja, revela os erros da educação de sexólogas da estirpe de Marta Suplício, revela a ignorância de quem apregoa prazer ser a função do sexo, revela e endossa a ausência de Amor e Prazer no ato de dançar.
    Luísa "sobe, sobe que sobe sobe a calçada...".
    Já esteve numa igreja com mais de duzentas vozes negras cantando "à la une" sem ensaios em várias vozes? Já alguma vez viu ou ouviu contar como Sr Fortes, bêbado a ponto de ser incapaz de andar ou falar, num estado desses "perigosíssimo pra lá de lamentável" KkKkKkKkKk dançava um tango com a Mãe Linda das filhas mais lindas que nenhum homem por muito forte jamais gerou que eu visse? Já imaginou ser possível, eu, aos 54, sem nunca ter ousado um passo-de-samba que um gari a trabalhar tirou de lêtra varrendo lixo atrás da escola de samba sem nunca terem nem ele nem a escola de samba inteira ido a uma Academia de Dança, de repente, sem saber de onde me tinha chegado inspiração, num dos bailes de todos os Sábados no Club Betim atarracado uma cinturinha delgada, desembestar a conduzir a dama que me conduziu ou construiu junto naquele instante comigo, enfim, facilitou-me, soube encorajar-me, pariu os meus primeiros passos-de-samba a rossarmo-nos sorrindo feito crianças por termos alcançado um grande feito como são todos os feitos duma criança?
    A minha dama era uma criança!!!!!
    Uma secretária. Negra.
    Luísa, se és Luisa, Um Beijo.
    Se "nickname", tá de bom tamanho, hein!!!!!

    ResponderExcluir
  27. Acredite Luisa,
    assim como não há constituição que abrigue lei punindo os cidadãos que não se alimentem, não há dança de salão onde não esteja implicito que a dama deve aceitar a condução do cavalheiro, sob pena de não ser possivel a sincronia dos passos.;)

    ResponderExcluir

  28. Quero ver esse sambista ao vivo!:))

    ResponderExcluir
  29. Xinha,
    Dia 28 em Jundiaí, em frente à Catedral, no Club Jundiaí.
    Mas o exercício do entendimento é Amor e um entendimento sempre é possível Luísa. Principalmente quando se vai pra ele feito a Leanor, descalça, pela verdura, formosa e ciente de estar insegura. Tanto possível quanto a insistência erótica, esta sim igual na academia, no alinhavar entendimentos, no dançar como certamente dançavam D. Jane e Sr Fortes a serviço dum prazer e duma perfeição à altura da beleza daquele casal ensaiando em casa, onde, certo natal, Luis Cília me inspirou cantar a Canção de Amigo de JCAdosS ..."Nada a não ser este silêncio tenso/ que faz do amor sózinho um amor imenso"...

    ResponderExcluir
  30. Xinha,
    Dia 28 em Jundiaí, em frente à Catedral, no Club Jundiaí.
    Mas o exercício do entendimento é Amor e um entendimento sempre é possível Luísa. Principalmente quando se vai pra ele feito a Leanor, descalça, pela verdura, formosa e ciente de estar insegura. Tanto possível quanto a insistência erótica, esta sim igual na academia, no alinhavar entendimentos, no dançar como certamente dançavam D. Jane e Sr Fortes a serviço dum prazer e duma perfeição à altura da beleza daquele casal ensaiando em casa, onde, certo natal, Luis Cília me inspirou cantar a Canção de Amigo de JCAdosS ..."Nada a não ser este silêncio tenso/ que faz do amor sózinho um amor imenso"...

    ResponderExcluir
  31. Je Jé, com licença da Dulce, respondo-lhe com a certeza de que, na dança, se o cavalheiro manda, a dama inspira (e só por isso aceita obedecer)… ;-D

    ResponderExcluir
  32. Ele só manda, porque Ela inspira <-__->

    ResponderExcluir
  33. Dulce,
    Parabéns, gostei de te ver dançar esse bolero!
    Deu-me saudade das minhas aulas de dança, mas o meu parceiro não me quer acompanhar mais...
    Bjs

    ResponderExcluir
  34. Oi "Dalila":)))
    Que bom te receber aqui.:)
    Ele gosta...insiste que ele volta!
    Bjs

    ResponderExcluir