SABOR DE MABOQUE - NDAPANDULA MAMA ÁFRICA

SABOR DE MABOQUE - NDAPANDULA MAMA ÁFRICA

domingo, 2 de janeiro de 2011

Há dias assim II...

*

Se há momentos mornos na vida também os há em que poucas palavras me fazem sentir emoções fervilhantes, como as desta mensagem recebida de um leitor Açoriano de passagem pelo Brasil, onde visitou e cuidou por três meses de um irmão adoentado.

Uma prima dele há muitos anos radicada em Santa Catarina/BR, emprestou-lhe um exemplar do Sabor de Maboque e estas foram as primeiras e emocionantes palavras que me chegaram dele:

“21 novembro
Olá Dulce, estou quase a acabar de ler o teu livro. Estou lendo alto para meu irmão que está de cama, nós 2 nos emocionamos, de vez em quando digo para ele vou à janela, mas é apenas porque naquele mm não posso continuar”

Dois dias depois recebi um pedido para autografar 21 exemplares que ele levaria na mala para o arquipélago português, onde presenteou amigos e familiares.
Obrigada José Benedito Flores Freitas, pelos belos e intensos sentimentos que despertou em mim com suas mensagens e pelo carinho de “semear” minha “cria” nesse cantinho lusitano.

*
*******
*

6 comentários:

  1. Dulce, esse Sr "povoou" a ilha de Sabor de Maboque-rsrsrsrsrsrsrs. Linda essa história. Imagino como deve ser emocionante receber esses depoimentos dos seus leitores. Bjssssssssss Fer

    ResponderExcluir
  2. Ola Dulce.
    O Jose Benedito e primo da minha Mae que faleceu faz 11 anos. Com ela morreram as historias da sua vida em Angola. Eu agora sou professora de portugues e espanhol nos Estados Unidos. Tambem sou traductora literaria. Eu gostava de saber se sera possivel mandar-me um exemplar do seu livro porque eu gostaria de ler a sua historia. Nao sei se algem ja se presentou para traduzir o livro. Se nao, seria um grande prazer para mim traduzir uma historia que e proxima a historia da minha familia e que se relaciona com a razao que os meus pais imigraram para os Estados Unidos.

    Voce pode mandar um email para mim ao drmenaborges@yahoo.com.

    Um abraco, Filomena Maria

    ResponderExcluir
  3. José Benedito Flores Freitas4 de janeiro de 2011 03:04

    Sabes Prima, algumas datas até coincidem com mm passados com os teus Pais, Avós e todos os outros Familiares que tinhamos por Angola . Vais gostar quase tt de «SABOR DE MABOQUE» como eu. Um abraço mt grande do Primo

    ResponderExcluir
  4. Olá Filomena,
    obrigada por sua visita e breve lhe mando email para conversarmos sobre a tradução e o envio do Sabor de Maboque.
    Volte sempre a este cantinho, foi muito bom receber seu comentário!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Obrigada José Benedito,
    por mais este comentário carinhoso.
    Bj

    ResponderExcluir