SABOR DE MABOQUE - NDAPANDULA MAMA ÁFRICA

SABOR DE MABOQUE - NDAPANDULA MAMA ÁFRICA

domingo, 3 de junho de 2012

Obrigada Joca, obrigada amigos!

(para ampliar, clique na imagem)
Primeira carta recebida de Portugal há poucos dias e selada com o selo dos CTT (correios portugueses), homenageando o livro Sabor de Maboque. Como mãe desta "cria", estou muito orgulhosa por ela e grata aos amigos de adolescência que vêem me apoiando incondicionalmente na divulgação da obra e agora me presentearam com o projeto do selo.

*




Obrigada Joca, pela primeira carta selada com Sabor de Maboque!

Anteontem, estávamos logo ali,
lambidos pelo Atlântico Sul,
numa África muito nossa,
numa amada Angola que nos viu nascer
e nos amalgamou os primeiros passos.
Ontem estávamos perdidos uns dos outros.
Perdidos mas não esquecidos.
Sementes aflitas e gélidas,
aguardando germinar,
na majestosa primavera do HOJE,
dos abraços, das gargalhadas,
das deliciosas recordações,
do adivinhar quem é quem,
de nos surpreendermos grisalhos,
em arteiros momentos infantis,
no fantástico prazer dos reencontros
aferindo o muito que valeu a pena termo-nos no anteontem
e porque não até redimensionar o ontem, posto que sublima o hoje.

Obrigada amigos, por existirem!


16 comentários:

  1. PARABÉNS Dulce!
    Que homenagem MA RA VI LHO SA !
    Beijinhossssssssssss
    Irene

    ResponderExcluir
  2. Acabei ontem de ler esta bela obra.
    Num misto de agonia e prazer, sendo eu próprio alguém que também viveu esta história, parabenizo-a e lhe faço um pedido: CONTINUE A ESCREVER!
    Luis Carlos Rodrigues/Benguela

    ResponderExcluir
  3. A qualidade é sempre reconhecida!
    Muitos parabéns e um beijinho.

    ResponderExcluir
  4. Então façamos um brinde a quem merece!
    Bj

    ResponderExcluir
  5. Pra variar: Eu quero!!! Como faço para comprar? ou compro quando chegar lá em Julho?
    Lembrei! Vou pedir para a minha mãe me mandar uma carta selada e carimbada e também alguns novos para coleção. Dulce você é abençoada mas, merecidamente!!! Parabéns por mais esta conquista! Um grande abraço com muita saudade...
    filipa

    ResponderExcluir
  6. Parabéns, querida.
    Um brinde com caipirinha de maboque (Marcelo já inventou algo assim?). Beijinhos. Tina

    ResponderExcluir
  7. Amiga querida, PARABÉNS por mais uma victória maboquiana! Sinto-me feliz por ti, tu mereces! Agora, só falta vires à terra que te serviu de inspiração, onde nasceste e viveste os momentos que tão bem descreves. Aqui, eu continuo te aguardando!!! Beijinhos. Luísa Almeida Pais

    ResponderExcluir
  8. Parabéns Dulce. Ficou lindo!!! Continuo recomendando seu emocionante relato para os amigos. Sucesso sempre!! Bjs
    Regina Santi - Indaiatuba

    ResponderExcluir
  9. Atenção Amigos, este selo não se pode comprar nas Estações dos CTT em Portugal, pois não existe para venda.Trata-se de um selo persolanizado, que alguém mandou imprimir para seu uso pessoal, mediante o pagamento de uma determinada franquia. Qualquer pessoa pode personalizar o seu próprio selo, com o que muito bem entender! Mas não deixa no entanto de ser uma EXCELENTE Ideia de publicidade!!! Ficou bonito. Eis aqui o site para poderem personalizar os vossos selos de correio: http://www.ctt.pt/fectt/wcmservlet/ctt/loja/produtos/meu_selo/oquee.html
    Dada

    ResponderExcluir
  10. João Carlos Duarte4 de junho de 2012 14:06

    Dulce....finalmente o selo da tua "cria" chegou a terras do Brasil após 12 dias de "cativeiro" sobre o Atlântico e por terras de Pedro Alvares Cabral! O "Maboque" venceu! A tua alegria e satisfação é a nossa!
    Digo a terras do Brasil, porque esse mesmo selo, irá na certa ilustrar e colorir muiros postais e cartas emitidas em Portugal para todo o PLANETA !
    .
    Aproveito a oportunidade para informar que, este "belo exemplar" com tonalidades africanas, foi processado e enviado directamente sob a forma de ficheiro.JPG, e posteriormente autorizado pelo Dept. Marketing dos CTT Portugal.
    Face à beleza da imagem e com o beneplácito da Dulce e da Editora em Portugal os CTT, entenderam que deveria o mesmo constar, na própria galeria de imagens dos CTT Portugal, possibilitando assim a qualquer cidadão afortunado deste país ou no estrangeiro, adquirí-los via "internet", em conjuntos (mínimos) de 12 selos (N) ou (I)!
    .
    O teu "selo" Dulce, já voa !
    Aquele, abraço Dulce.
    JoCa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro, o selo... quantas histórias que reavivam a saudade de quem as viveu,trazem o conhecimento para quem as ignorava ou mal sabia delas. Que contributo para nosso saber. Obrigada por nos fazer compartilhar tudo isso e sentir alegria e orgulho de saber quem você é, o que você semeia e o quanto você ainda quer. Sabemos que ainda vem muito mais e esperamos por isso. Parabéns.

      Maria Clara

      Excluir
  11. Dulce...
    Que bela e marcante homenagem à você e à sua obra!
    Parabéns, você é realmente merecedora desta homenagem.

    Um abraço carinhoso

    Haroldo Aluisio

    ResponderExcluir
  12. Dulce... prima
    Que grande emoção ao ler esta grande noticia.
    Não foi fácil evitar as lágrimas.
    Muitos sentimentos e momentos me vieram à memória...
    "O melhor prémio à constancia é o éxito".
    Que Deus abençoe e proteja sempre cada un dos teus dias.
    Um abração da prima Isabel Tavares

    ResponderExcluir
  13. Tanto carinho vertido com toda a pureza, perante alguém que tanto merece...Quanto induz aproximação entre todos nós, que por aquelas paragens vivemos e sentimos os cheiros e sabores inegualáveis, que ainda hoje moldam a nossa alma. Tudo quanto a homenageamos,ainda é pouco querida Dulce, pelo reviver de pedaços de vida que ainda nos toldam o pensamento com bonomia e nos torna tão fraternos, tão diferentes na partilha, tão agradados com a surpresa de tão bela obra que edificou. Parabéns infinitos e aquele abraço da nossa terra que só nós sabemos sentir.
    Joaquim ferreira

    ResponderExcluir
  14. POUSADO NESTE ILHÉU SEMEADO A MEIO ATLÂNTICO, NA ROTA DAS CARAVELAS ENTRE A EUROPA E AS AMÉRICAS, DE CORAÇÃO POSTO NAS MÍSTICAS ÁFRICAS, SABOREANDO GOSTOSA E LENTAMENTE CADA DIA " TODA A MAGIA QUE DO MABOQUE EMANOU", COMO A CHEGADA DESSA PRIMEIRA CARTA SABOROSAMENTE SELADA A MABOQUE QUE DEU ORIGEM Á TUA BELA PROSA SOBRE O " ANTEONTEM E O HOJE", ABRAÇO-TE COM A LENTIDÃO COM QUE SE DISSIPAM NA MAIORIA DAS VEZES AS BRUMAS DESTE ARQUIPÉLAGO A QUE RAÚL BRANDÃO CHAMOU DE "ILHAS DE BRUMA". COM SAUDADE, JORGE

    ResponderExcluir