SABOR DE MABOQUE - NDAPANDULA MAMA ÁFRICA

SABOR DE MABOQUE - NDAPANDULA MAMA ÁFRICA

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Maboque

Cor do texto




SABOR DE INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA

AGRIDOCE COMO OS CICLOS DA VIDA



22 comentários:

  1. Dulce já comemoro seu sucesso.
    Você é uma heroina,sempre bela,sorrindo e de bem com a vida...é o verdadeiro exemplo de que tudo passa e que um enorme sofrimento pode virar uma grande lição de vida.
    Estarei no lançamento e quero o meu livro autografado.

    ResponderExcluir
  2. Querido Anônimo(a)
    Obrigada pelo seu super simpático comentário. Espero vc no lançamento, onde terei o enorme prazer de autografar o seu exemplar. Vou dando noticias do lançamento aqui no blog.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Nascidos e nutridos num dos solos mais pobres da África, nas chicalas...
    Acho que me excedi.
    A foto dá água na boca.
    Vou aguardar o GEA.
    Um Beijo.
    Je Jé

    ResponderExcluir

  4. Qdo conseguir outro prometo que marcarei uma reunião para degustá-lo juntos ;P
    Sobre o GEA, aguardo noticias.
    bj

    ResponderExcluir
  5. Parece saborosa e bem doce :D

    Sirlene

    ResponderExcluir
  6. parece ser uma fruta muita diferente,e tem cara que eu não iria gosta :P
    Mas se surgi a oportunidade de eu esperimentar te contarei doo que achei

    Camila

    ResponderExcluir
  7. Camila
    Como eu sou muito malvada, vou torcer pra vc não gostar e me dar tudo;))))

    ResponderExcluir
  8. Vai ter degustação no lançamento? Ele me parece + doce do que agri...parece até caramelado...Tem algo parecido,no gosto, por aqui?

    ResponderExcluir
  9. Parece até que já vem servido na tijelinha...ou será que você, além de escritora, agora também é uma fotógrafa especial?

    ResponderExcluir
  10. Clara
    Vc leu meus pensamentos, mas infelizmente não encontrei no Brasil. A foto foi tirada por mim sim...é a tecnologia que é boa. Adorei a ideia da tijelinha. Qto ao gosto vamos ter que ir juntas para Angola para poder saborear. Desconheço qualquer similar aqui.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. maboque fruta da minha terra
    onde tantos sonhos criei e deixei
    de onde tantos amigos e amores nao vi mais
    de tantos amigos que cairam e lá ficaram
    por isso lembro do maboque que me tornei

    alferes

    ResponderExcluir
  12. muxima aiué muxima
    eterna cancao do DUO OURO NEGRO
    quanta saudade muxima
    por onde andas muxima

    alferes

    ResponderExcluir
  13. Olá Dulce.
    Quanta alegria. Até quando tem vontade de chorar você está sorrindo. Quanta alegria.
    Vi a reportagem na Ana Maria Braga e me emocionei com sua história e de tantos outros.
    Se eu fosse escrever um livro sobre a trajetória de vida da minha família eu me espelharia em você.
    Um grande beijo e obrigado por tanta emoção.

    Denilson Matteucci

    ResponderExcluir
  14. Adorei sua entrevista com Ana Maria Braga no Mais Você. Falar da infância, da terra natal é falar dos sentimentos mais profundos e sinceros, deixa "todo mundo" fascinado.
    Parabéns! Sucesso com o seu livro.
    Aldair Araújo - Guarulhos/sp

    ResponderExcluir
  15. delfina ferreira5 de junho de 2010 15:09

    vi a reportajem fiquei muito emocionada pois foi rever tudo ..tem muito a ver comigo morei no lobito uma cidade muito linda onde vivi toda a minha infancia e juventude sao lembrancas que nunca mais se esquecem adorei saber que tem jente como voce que da tristeza se tira tanta coisa boa .beijos susesso

    ResponderExcluir
  16. Denilson
    Eu é que agradeço suas pavaras carregadas de carinho

    ResponderExcluir
  17. Olá Delfina
    Vi fotos recentes de sua cidadi, o Lobito, que está ficando cada dia mais bonita!
    beijo

    ResponderExcluir
  18. Ola Queirda amiga sobre o Maboque tive o privilegio de ao fim de 38 anos tomar novamente contacto com este fruto . Era uma sabor que me preseguia desde infancia e agora em Luanda tive previlegio de encontrar uma senhora a vender maboques ,claro esta que devorei logo dois e tive a sensaçao que é um sabor que nao se esquece nunca .Estavam deliciosos ,aproveito e como estou de saida amanha para portugal vou levar dois para mostrar á familia qual era o fruto que tanta vezes lhes falei . Parabens pelo seu espaço nesta pagina
    Jorge Rocha

    ResponderExcluir