SABOR DE MABOQUE - NDAPANDULA MAMA ÁFRICA

SABOR DE MABOQUE - NDAPANDULA MAMA ÁFRICA

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Capa / Sabor de Maboque

Nos últimos meses, mensagens cujo remetente tem o endereço eletrônico da editora digitado, atraem meu olhar como se meu globo ocular fosse de metal magnetizável e houvesse algum imã escondido atrás da tela do monitor.
Esta manhã a atração foi maior ainda, porque além do remetente imantado o assunto era mais que desejado:
-CAPA / SABOR DE MABOQUE.
Quando depois dos cliques ansiosos a imagem se fez presente tive a sensação de ter acabado de rasgar o lacre do envelope com o resultado das ecografias da gravidez.
Quase já posso senti-lo em minhas mãos, mas por enquanto é só a imagem do:
ROSTO DA MINHA CRIA!

52 comentários:

  1. Olá Dulce, cheguei aqui através do grande amigo Carlos, do Rochedo, e adorei o seu cantinho. Aproveito para lhe dar os parabéns por este filho que vai nascer... conheço bem a sensação que está a viver pois editei um livro infantil em Dezembro do ano passado e é uma grande alegria quando o temos na mão... é o mometo de um sonho concretizado, aproveite cada segundo, pois tenho a certeza de que será um sucesso. aproveito também para convidá-la a visitar o meu cantinho (apesar de andar meio de férias) e conhecer, não só a mim, mas também o meu projecto literário. Beijinhos e muito sucesso, Sónia Pessoa
    http://oslivrosqueninguemquisdaraler.wordpress.com

    ResponderExcluir
  2. A capa atrai, sem dúvida, e fica-se curioso em relação ao conteúdo.
    Talvez valha a pena, entretanto, pedir já uma cópia autografada, porque destas convivências, na blogosfera, nunca se sabe quando sairá o próximo Nobel da Literatura ;)
    Por graça, apenas, da semelhança das paisagens, e sem querer almejar a qualquer estilo literário, também lhe deixo um convite: o de ler um post que escrevi há uns meses: http://de-si-para-si.blogspot.com/2009/05/embalancos.html
    Beijinhos e cá fico à espera do livro.

    ResponderExcluir
  3. Já lhe sinto o cheiro, Dulce! Quando vai ser possível ler?

    ResponderExcluir
  4. Hum... liiiinnnnda a sua cria, Dulce :-)))
    (mêmo)
    Ansiosa por ler :-D
    (mêmo, mêmo)

    Parabéns! :-)

    ResponderExcluir
  5. Os nascimentos sempre nos fazem sorrir.
    Parabéns... tá linda a capa!

    ResponderExcluir
  6. A capa é linda.
    A cria é tua, mas o mamão sou eu.
    Acho que quem mama até aos três ou quatro anos fica sujeito a gostar de mamatas.
    O sol põe-se todos os dias.
    Da claridade do dia ao escuro da noite sempre caberão tons infinitos de vermelho fogo.
    Parecências há muntas.
    Já maboques, aparecem apenas uma vez por ano, em áreas restritas, nem sempre em todas as terras de topografia similar, raramente captados assim ao pôr-do-sol e sem sabor que se pareça.

    ResponderExcluir
  7. Oi Dulce!!!
    Sou amiga do seu filho Marcelo e ele fez a maior propaganda do seu livro. Pelo que pude ver aqui será maravilhoso, estou esperando o lançamento, pois estou anciosa para ler!!!!
    Parabéns por realizar seu sonho, e muito sucesso!!!
    Bjusssss

    ResponderExcluir
  8. Obrigada Sónia
    Já espreitei o seu cantinho e voltarei com certeza. Que momento mágico este...vc tem razão, mais do que nunca vou seguir seu conselho e praticar todos os ensinamentos de minha professora de yoga para viver intensamente "o aqui e agora".
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Si
    Seu texto é liiiinnnndooooo e a foto também. Não fosse pelos comentários ao post, jamais imaginaria que nunca esteve na África!
    Não poderei fazer uma noite de autógrafos aí, mas o livro estará a partir da ultima semana de Setembro em algumas livrarias de Lisboa, do Porto e também numa de Paris que é especilizada em literatura de lingua Portuguesa.
    Mais próximo à chegada dele aí, "postarei" o nome das livrarias e do distribuidor.
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Carlos
    Do maboque ou do livro? Adoro os cheiro dos dois!
    Em resposta ao comentário da Si, disse qdo estará aí. Aqui o lançamento com direito a noite de autografos será só em Outubro...traga o Mocho ele vai adorar :))

    ResponderExcluir
  11. Obrigada Fugidia
    Acho que vou esconder o seu comentário do meu filho...depois do post de hj ele me disse que está começando a ficar com ciume...PODE!?!?:))

    ResponderExcluir
  12. Obrigada mfc
    Tá duro é de desfazer o sorriso:))

    ResponderExcluir
  13. Obrigada Jé
    Mas que lembra os da Calucinga...ah isso lembra!;)

    ResponderExcluir
  14. Obrigada Ju
    E ele diz que está com ciume, Ju! Vê se pode!?!:))
    Vou adorar ver vc no lançamento.
    Beijão

    ResponderExcluir
  15. Oi Dulce!!!
    Minha impressão:
    Ao Sabor de Maboque, parece que sinto "na boca".
    Ao ver a paisagem, tenho a impressão de longe e sombrio, ao mesmo tempo, quente e romântico. O engraçado é que nunca tentei "entender" uma capa de livro, e ao ver esta, sem imaginar, estava eu tentando "traduzir", foi instantâneo. Estou curiosa para ler esta obra!
    Beijos
    Parabéns!
    Ro

    ResponderExcluir
  16. Roberta
    Quanta sensibilidade!!!
    Ao ler o livro, vc perceberá o tamanho do que captou só na capa...
    Os parabéns vão pra vc!
    Beijão

    ResponderExcluir
  17. Dulce ,

    algo de sombrio , mas tabem maravilhoso ...
    me passou sensações antonimas, como medo , esperança,tristeza e alegria , e apesar da velha frase "não se julga um livro pela capa" , e a primeira coisa que me faz eu me interessar por um , alem do prefácio
    adorei de novo , agora só esperar o conteudo

    Eduardo Coelho

    ResponderExcluir
  18. A capa está muito bonita, Dulce. E só podia ter a ver com um tema africano. Parabéns.

    ResponderExcluir
  19. Obrigada Eduardo
    Assim como a vitrine de uma loja nos repele ou nos puxa para dentro, a capa de um livro tanto pode nos afugentar, como puxar nossa mão para pegá-lo. Fico feliz que a capa tenha lhe transmitido tanto. Torço para que o conteudo o arrebate mais ainda.
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Obrigada Espumante
    Vindo de vc que tanto conhece de África é um grande elogio. Pena que não puderam ser mangas...vc não ia resistir!!:))

    ResponderExcluir
  21. É um rosto sóbrio, de cores quentes, muito atraente, Dulce. Ficamos ansiosos por conhecer o que lhe vai lá dentro. Muitos parabéns (pelo que não sei se é a primeira ou já a segunda, terceira… cria do que será, obviamente, uma enorme família)! :-)

    ResponderExcluir
  22. Mesmo sem conhecer a África ou o Maboque,parece que realmente eles estão ai,com visão,sabor e perfume que ele deve ter, e por que não também o silêncio, que o claro/escuro do cair da tarde sugere. Só fica faltando o tato, que chegará em outubro, quando o tivermos nas mãos.Linda sua escolha. Parabéns!

    ResponderExcluir
  23. Mãe,

    Diante de tantas lindas palavras que engrandeçem você, deixo aqui um sinal do orgulho que eu sinto em ser seu filho.

    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Ciúme nenhum, Dulce; menino lindo este seu que acaba ficando babado com a sua mãe :-)))

    ResponderExcluir
  25. Obrigada Luísa:)
    Humanas tenho mais duas...magnificas!))
    bjs

    ResponderExcluir
  26. Clara muito obrigada;)
    Quando Setembro...Ops... Outubro chegar!!!!
    bjs

    ResponderExcluir
  27. Filho
    Dizem que antes de morrer devemos plantar uma árvore, ter um filho e escrever um livro.
    Eu digo que quero viver muito para junto com minhas maravilhosas crias, comermos muitos frutos à sombra, e das dezenas de árvores que plantamos.
    Beijão

    ResponderExcluir
  28. Fugidia...o meu babador tem que ser bem maior que o dele!!!:))

    ResponderExcluir
  29. Ciúme nada Dulce, esse seu filho morre de orgulho da mãezona!!!
    Só pelas palavras que ele usa para falar de você, já acho-a maravilhosa, sem nem mesmo conhecê-la!!!!

    Beijosss

    ResponderExcluir
  30. JUUUUUUUUU!!!!!
    Fiquei vermelhinha...
    (baixinho no seu ouvido)-Ele não lhe contou que às vezes eu viro bruxa? Não...??? Então espera que logo, logo ele conta!!:))
    Bjs

    ResponderExcluir
  31. Não pude deixar de comentar... (como boa "abelhuda", rsrsrs...)
    "Virar bruxa" eu já vi! (rsrsrs) só que hoje, ela não tem mais verruga no nariz, olhos amedrontador, vassoura voadora e nem da mais medo... hahaha...
    Por isso ele não conta pra ninguém, e sobra elogios para mamãe, e vc "baba" pelos maravilhosos filhos, Gabi e Ma, duas preciosidades!
    Bjos

    ResponderExcluir
  32. Ro
    Ainda bem que vc não me deixa mentir!:))
    Mas como minhas "bruxisses" ajudaram a fazê-los "GENTE", eu adoro o titulo...
    Beijão

    ResponderExcluir
  33. Essa parte ele ainda não me contou Dulce....mas que graça teria se todas nós não tivéssemos nosso lado bruxinha...hehehe!!!!
    Bom fim de semana!!!
    Bjusss

    ResponderExcluir
  34. Ju
    Foi ótimo. Estava precisando descansar e foi tudo o que fiz. Epsero que o seu tenha sido tb muito bom!:))

    ResponderExcluir
  35. Dulce

    AMEI a cara da sua cria!!!

    ResponderExcluir
  36. Luz
    Como mãe babona:
    - muito obrigada !!:))

    ResponderExcluir
  37. Tiia, ja fazia um tempo que nao entrava aqui e olha a surpresa..como ficou lindo!! eu amei!!!
    Posso imaginar a sua alegria e ansiedade, falta tão pouquinho!!
    Imagina só quando tiver ele em suas maos? que delicia!!
    Fico muito feliz por vc e torço todos os dias para que de tudo certo!!
    Saudades! Um beijo imenso pra cada um..

    ResponderExcluir
  38. Obrigada Isa
    Saudade do seu tiiiia!
    Beijo recebido e distribuido...
    Beijo grande pra vc!

    ResponderExcluir
  39. Dulce como vai?, me emocionei com sua história, qero te parabenizar pela sua força, sua familia é linda, muito simpaticos, gosto muito de ler, mas não conhecia seu livro, vou comprar e logo te escreverei de novo para nos comunicar. Beijos, Elisabete de São Paulo.

    ResponderExcluir
  40. Dulce. Parabéns pela sua história e faço votos que volte a Angola para completar o cíclo que desejas. Tenho uma livraria no Rio Grande do Sul e quero destacar o seu livro.

    Felicidades
    Gil Kipper - gilkipper@via.com.br

    ResponderExcluir
  41. Dulce,o que passou, passou...
    O tempo se encarrega de amenisar a dor...
    Fica mesmo a lembrança do passado, más o futuro é sempre inserto.Estou muito adimirada com sua história, quero ler seu livro, logo volto a ter com você! E lembre-se: Nas piores das ipóteses, olhe o horizonte, lá no fim é que está a solução. Abraço...

    ResponderExcluir
  42. Sabe o que admiro nos estrangeiros que refizeram, nobremente, suas vidas neste Brasil tão imenso e acolhedor???
    ...é que os brasileiros não encontram soluções para suas vidas diante de tantas oportunidades que o "país" em sí, oferece!
    Imagino, porque sou extremamente sensível,sua tristeza ao ter que deixar sua "Angola" e suas lembranças...
    Ví vc na "Ana Maria" e devo confessar que chorei...
    Parabéns por sua força e, com certeza lerei seu livro junto com meus netos!!!
    Um abraço apertado e fique com DEUS

    ResponderExcluir
  43. Valter Lereno Borges e Sousa28 de maio de 2010 18:57

    Dulce
    Nesta semana, pela audiência que tem o programa da Ana Maria Braga, algumas pessoas me avisaram da sua presença, já que minha história, também assim como muitas, se parece e se entrelaça com a sua. Meu pai, Carlos Alberto, escreveu um livro com o título de "Trilhas do medo", que retrata também a a nossa saída em 1975.
    O sabor de maboque ainda está preenchendo os meus sentidos, Angola é tão significante que minha filha, por uma coincidência, nasceu exatamente no dia em que a guerra se findou.
    Revi nossa terra em 2004, os maboqueiros estavam carregados de frutos verdes, mas a notícia correu e de repente vindo lá da Humpata apareceu um querendo amarelar e mesmo um pouco azedo, consegui saboreá-lo.
    Um abraço...

    ResponderExcluir
  44. Oi Dulce!!

    Parabéns pelo lançamento do livro que já é um sucesso!!!
    Me apaixonei pela sua pessoa, vc é mto carismática e assim que eu puder farei a leitura com muita atenção.
    um forte abraço,
    Maria

    ResponderExcluir
  45. Obrigada à Elisabete,ao Gil e ao Valter,
    um abraço para cada um !

    ResponderExcluir
  46. Obrigada Maria
    ..e qdo fizer a leitura me dê a honra de ter seu comentário.
    abraço apertado

    ResponderExcluir
  47. Dulce, só soube de você e do seu livro pela entrevista na Ana Maria Braga. Consegui pela editora e assim que o desembrulhei, eu o devorei em quase oito horas! Chorei e ri, você sabe que é assim com o nosso pessoal e com este assunto. Tenho outro tema para você e já comecei a angariar as fotos : malas de canfora e suas histórias! Aceitas? Eu sou do Lobito. Mandarei meu contacto para a Pontes, se quizer me liga a cobrar. Do que senti, só falando poderei te dizer. Deus te abençoe e obrigada por este presente. Um beijo, filipa

    ResponderExcluir
  48. Olá Filipa
    Eu é que agradeço as tuas doces palavras.
    Desafio aceito!
    Fico aguardando o teu contato, que poderás fazer através do meu email
    dulce@mpcnet.com.br
    Beijo

    ResponderExcluir
  49. Oi Dulce,
    Meu nome é Vânia, sou estudante do 6ºsemestre curso de letras. Assisti sua entrevista no programa da Ana e amei a obra sem antes conhece-la profundamente.Estou com o propósito de faze-la tema de meu trabalho monográfico, tendo como embasamento teórico a "memória" .
    bjosss..lhe enviarei mais novidades!

    ResponderExcluir
  50. Oi Vania
    Recebi um email seu, ao qual já respondi.
    Obrigada por mais esta emoção!
    Bj e aguardo TODAS as novidades.

    ResponderExcluir
  51. Dulce, minhas amigas já estão te esperando lá em Lisboa. Só falta saber a data.
    Beijo, filipa

    ResponderExcluir
  52. Filipa
    Ainda hoje te mando um email sobre o assunto.
    OBRIGADA por tudo isso e muito mais.
    Beijão

    ResponderExcluir